Blog

A importância das doações para as filantrópicas

A importância das doações para as filantrópicasAs instituições filantrópicas desempenham papel fundamental no atendimento aos cidadãos, seja na saúde, na atenção às pessoas com deficiências e ainda na assistência social. E em momentos de crise de recursos oficiais, as entidades se tornam ainda mais protagonistas para o apoio às demandas dos menos favorecidos. Elas são custeadas, em boa parte, diretamente pela sociedade por meio de campanhas de captação de recursos.
 
No Espírito Santo, são os casos da Acacci, Apae, Pestalozzi, Amaes, Afecc, Aebes e Santa Casa de Misericórdia, que realizam campanhas de telemarketing convidando os cidadãos a se engajarem em sua manutenção. Atualmente, cerca de 100 mil cidadãos doam via telemarketing em favor das instituições capixabas, com um valor médio de R$ 15,00. Esses recursos que chegam são muito bem empregados e retornam diretamente em serviços para as famílias capixabas.
 
Pesquisa desenvolvida pelo Fórum Nacional das Instituições Filantrópicas (Fonif) para verificar a situação da Previdência Social do Brasil e aprofundar sobre a contrapartida das entidades à sociedade brasileira, traz dados relevantes. As instituições filantrópicas devolvem à sociedade quase seis vezes o que ganham com a imunidade tributária. Mais precisamente, de cada R$ 1 que a Previdência deixa de cobrar dessas entidades, a título de isenção, elas devolvem R$ 5,92 à população.
 
Em 968 dos 5.570 municípios brasileiros, o único hospital existente é de uma dessas entidades, e não há presença do Estado na saúde. E mais: no geral, as filantrópicas são responsáveis por 31% de todas as internações realizadas no País. Já na assistência social, elas respondem por 62,7% de todas as vagas disponíveis.
 
Reconhecendo tal importância, no Espírito Santo, a lei que criou o cadastro para Bloqueio do Recebimento de Ligações de Telemarketing” (Lei nº 9176/09), denominada “Não Importune”, destacou que para as entidades filantrópicas ela não se aplica (artigo 9º: “Não se aplicam os dispositivos da presente Lei às entidades filantrópicas que utilizem telemarketing para angariar doações”.
 
Por tudo isso, deve-se congratular com os legisladores e com o Governo do Estado. Imaginemo-nos, nós capixabas, sem a Acacci, a Apae, o Hospital Evangélico, a Santa Casa de Misericórdia, o Santa Rita, sem a Associação das Mães dos Autistas e tantas outras instituições? Por todos os fatos e dados, e pelo testemunho de mães, idosos, famílias que não podem ter seus planos particulares de saúde, é que as doações de pessoas solidárias e caridosas devem ser continuadas, em especial via os serviços de telemarketing

Robson Melo é engenheiro e Diretor da Fundaes – Federação de Fundações e Associações do Espírito Santo
 


Publicado 13/02/2017

Contato:

E-mail: fundaes@fundaes.org.br
Telefone: (27) 3024-8640 / 27 99704-5600
Endereço: Avenida Nossa Senhora da Penha, Nº 2796
Ed. Impacto Empresarial, Sala 804 - Santa Luíza - Vitória - ES
CEP: 29045-402

Redes Sociais: