loader image
Hora de balanço
10 Jan, 2024

Written by Fundaes

Tempo de checagem e de correção de rumos. É o que nos sugere o final de ano, num verão recém-chegado em que mais vida está prometida e na esperança renovada na cristandade com o Natal. Nosso particular olhar para o Terceiro Setor capixaba indica que no decorrer deste ano:

(1) Acertamos na mobilização por uma cultura de doação com o FIC (Fundo de Investimento Comunitário Capixaba), criado para apoiar projetos de desenvolvimento comunitário a partir da doação espontânea e independente de leis de incentivo fiscal. Cidadãos e empresas aportaram seus recursos acumulando cerca de R$ 180 mil, o que permitiu apoiar sete projetos, com especial protagonismo feminino.

(2) Acertamos quando o número de filiações à Fundaes cresceu, num claro entendimento de que juntos somos mais fortes e podemos fazer mais, trocando experiências e recursos.

(3) Erramos quando a sustentabilidade financeira da Federação segue no seu limite, por conta de as contribuições não terem sido suficientes para uma melhor estruturação organizacional.

(4) Acertamos nas parcerias de capacitação e formação do voluntariado, por meio da Escola de Voluntários, com a expertise de gente da área de gestão de pessoas.

(5) Acertamos quando regularizamos uma comunicação mais jovial via redes sociais, alcançando 1.133 seguidores no Instagram.

(6) Acertamos quando outras instituições e empresas procuraram o Terceiro Setor e suas representações para acentuar o S do ESG – ou seja, elas entenderam que a responsabilidade social dos negócios é indispensável para seu sucesso.

(7) Acertamos na renovação da gestão e governança, com novos conselheiros e parceiros.

(8) Acertamos quando abrimos a Academia do Terceiro Setor para ser extensão universitária e ajudar na formação de futuros profissionais em áreas como administração, marketing, contabilidade, comunicação e gestão do voluntariado.

(9) Acertamos quando participamos do debate de políticas públicas, como imunidade tributária das entidades e a “chancela prévia” de projetos encaminhados aos conselhos municipais da criança e do adolescente, para atrair mais investidores/destinadores do imposto de renda.

(10) Erramos ao não conseguimos aumentar as destinações dos recursos do imposto de renda de pessoas físicas e jurídicas via Imposto de Renda. Com isso, só ficaram no nosso estado 1,7% dos R$ 154 milhões destináveis a apoiar projetos sociais e gerar emprego e renda em áreas como educação, saúde, assistência social e cultura.

Estamos satisfeitos com o balanço positivo, ao mesmo tempo que nos vemos capazes de melhorar no engajamento de pessoas e empresas ao FIC, tornando-o acessível às iniciativas e projetos que carecem de apoio para estruturação e formalização.

Estamos convencidos de que prestar contas alavanca a boa imagem do Terceiro Setor e a comunicação regular e assertiva traz novos atores para seu fortalecimento.

Feito o balanço, cabe agradecer a tantos que participaram de mais essa “página” da história e reiterar a missão de congregar, unir e fortalecer o Terceiro Setor Capixaba.

Robson Melo é presidente-executivo da Federação do Terceiro Setor Capixaba – Fundaes.

Revista ES Brasil – 02 de janeiro de 2024.
https://esbrasil.com.br/hora-de-balanco/

SEE TOO
Fundaes realiza Workshop de Captação de Recursos

Fundaes realiza Workshop de Captação de Recursos

O dia 15 de maio, foi um dia extremamente produtivo no SebraeLab com a realização do nosso Workshop de Captação de Recursos, exclusivo para organizações filiadas à Fundaes. O evento foi liderado pelo especialista Vinnicius Ventura, consultor da VMV Captação de...

read more
Hall da fama dos contabilistas

Hall da fama dos contabilistas

O presidente do Conselho da Federação das Fundações e Associações do Espírito Santo (Fundaes) e presidente da Fucape, Valcemiro Nossa, foi especialmente homenageado pela Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Ciências Contábeis. A entidade atua na área...

read more
CONTACT US