loader image
Dia da Consciência Negra: o combate ao racismo é papel de todos
20 nov, 2021

Escrito por Fundaes

“Celebrar essa data é erguer um altar onde memória de paixão e ascese de  esperança se abraçam pela construção da fraternidade e da igualdade. Um altar sempre tem paixão e cruz, dor e sangue derramado, mas tem também um horizonte de possibilidades do novo. Os gestos heroicos denunciam a maldade e anunciam o amor que deve inundar o mundo. Um altar enxuga o pranto e abre o sorriso no peito.” (Gilson de Oliveira – Zona da Mata News).

 

O Dia da Consciência Negra, 20 de novembro é comemorado em todo território nacional. A data faz referência à morte de Zumbi, o então líder do Quilombo dos Palmares – situado entre os estados de Alagoas e Pernambuco, na Região Nordeste do Brasil.

A celebração relembra a importância de refletir sobre a posição dos negros na sociedade. Afinal, as gerações de afro-brasileiros que sucederam a época de escravidão sofreram (e ainda sofrem) diversos níveis de preconceito.

O Dia da Consciência Negra é uma data significativa, pois traz à luz questões importantes: o racismo e a desigualdade da sociedade brasileira. É uma data que relembra a luta dos africanos escravizados no passado e que reforça a importância da realização de novas lutas para tornar a nossa sociedade mais justa.

É importante para relembrarmos que a nossa sociedade foi construída por meio da escravidão. Por mais que melhorias e mudanças tenham acontecido, a falta de oportunidades para a população negra, o racismo presente nos detalhes do cotidiano e as tentativas de apagamento de cultura africana evidenciam que ainda temos um longo caminho a ser trilhado.

Fontes: Zona da Mata News, Portal Toda Matéria e Portal Brasil Escola.

Abaixo confira depoimento de  Alba Valéria, Analista de Diversidade e Inclusão da ArcelorMittal Brasil, assim como sua história existem várias outras.

VEJA TAMBÉM
ENTRE EM CONTATO CONOSCO